PANORAMA - O Franchising no Rio

Data: 28/09/2017
Fonte: Editora Lamonica


Clique aqui para ler a matéria direto da fonte.


Matéria publicada na seção Panorama do Guia Oficial da Expo Franchising ABF Rio 2017 (página 26)


28/09/2017 – Desenvolvido em meados do século XIX, nos Estados Unidos, o sistema de franquias chegou ao Brasil no comecinho dos anos 60 e, de lá para cá, especialmente com a criação da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 1987, e a entrada em vigor da Lei de Franquias nº 8.955/04, em 1994, o modelo tem sido uma crescente em números, propagação e fortalecimento. Enquanto praticamente todos os demais mercados sucumbiram às crises política e econômica que se instalaram no País nos últimos três anos, o de franquias continuou registrando números positivos.


Em 2016, seu crescimento foi de 8,3% em relação a 2015 – o faturamento passou de R$ 139,593 bilhões para R$ 151,247 bilhões. Só para se ter uma ideia do quanto o setor evoluiu, em 2001, sua receita era de R$ 25 bilhões. Este ano, apenas no segundo trimestre, o faturamento alcançou R$ 37,565 bilhões, de acordo com dados da ABF. O crescimento foi de 6,8% em relação a abril a junho do ano passado. Analisando-se os dados do primeiro semestre de 2017, o aumento foi de 8%, com o faturamento do setor chegando a R$ 68,890 bilhões.


“O franchising tem se mostrado um modelo de negócio extremamente resiliente. E isso é fruto da sua própria concepção, já que é um sistema que integra fraqueados e franqueadores, ambos imbuídos com sinergia em uma mesma missão: a de entregar proposta de valor lá na ponta, para o cliente final”, analisa o presidente da ABF, Altino Cristofoletti Junior.


O executivo diz ainda que, mesmo o Brasil passando por momentos de instabilidade, o franchising, com a aprovação da reforma trabalhista e as quedas tanto nas taxas de juros quanto na inflação, se manterá forte. “O índice de confiança da população vem aumentando, e os investidores estão sentindo que este é o momento de tomar decisões e empreender”, complementa.


A presidente da ABF Rio, Eliane Bernardino, segue o mesmo pensamento. Segundo ela, a situação atual do País impacta no setor, porém devido à força de suas marcas e aos constantes investimentos que elas fazem, tem sido mais fácil enfrentá-la. “Franqueadores e franqueados estão sempre procurando promoções e ofertas acessíveis para o consumidor, além de inovação e produtos mais atrativos. Fora isso, eles têm adotado cada vez mais canais de venda no mercado digital e melhorado constantemente a eficiência e o cuidado na seleção de pontos comerciais e na capacitação da equipe”.


Mercado amadurecido


Bastante diversificado e amadurecido, o sistema de franchising atualmente conta com 11 segmentos: Alimentação; Casa e Construção; Comunicação, Informática e Eletrônicos; Entretenimento e Lazer; Hotelaria e Turismo; Limpeza e Conservação; Moda; Saúde, Beleza e Bem-Estar; Serviços Automotivos; Serviços Educacionais e Serviços e Outros Negócios.


Juntos, em 2016, eles registraram 142.593 unidades em operação, expansão de 3,1% frente a 2015 (138.343 pontos de venda), e 3.039 redes em atividade, decréscimo de 1,1% na comparação com o ano anterior (3.073). Para este ano, a ABF calcula crescimento entre 4% e 5% em unidades. Já a quantidade de marcas provavelmente se manterá no mesmo patamar.


No segundo trimestre deste ano, foram abertos 3,2% pontos de vendas em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 144.074 unidades de franquia em operação no País, e foram fechadas 1,3%, resultando em um saldo de 1,9%. “Estamos passando por um período de maior conservadorismo na expansão, mas é ainda muito considerável o número de redes e empreendedores que continuam em movimento, tanto visando ganhos de curto prazo, como ocupando mercado para quando a economia se recuperar”, analisa Cristofoletti Junior.


Outro dado importante e que reforça ainda mais a força do sistema no Brasil é a geração de empregos. Entre 2007 e 2016, o índice de profissionais atuando no ramo saltou de 589.977 para 1.192.495 – em 2011, eram 51.000. Entre abril e junho de 2017, a soma foi de 1.200.694 trabalhadores diretamente empregados, 1% a mais do que de janeiro a março.


“O setor de franquias se encontra aquecido, com ganhos significativos de receita e voltou até mesmo a empregar mais do que demitir, o que mostra a sua importância para a economia. Com a recente recessão, milhares de pessoas viram no franchising uma grande oportunidade de investir o dinheiro do FGTS, da rescisão e de outras economias para não ficar estagnado esperando uma recolocação no mercado”, destaca a diretora de negócios da Fagga | GL events Exhibitions, organizadora da Expo Franchising ABF Rio, Keila Kerber.


Setores


Em 2016, as categorias do mercado que mais se destacaram foram as de Saúde, Beleza e Bem-Estar (15,5% de aumento no faturamento), Serviços Automotivos (11,6%), Moda (10,4%) e Alimentação (8%). Muito disso, se deve à presença de marcas desses segmentos em grandes centros comerciais. Dados da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) mostram que as franquias representam 34,5% do total de lojas dos shoppings brasileiros.


Este ano, no segundo trimestre, a maior variação de receita foi registrada em Hotelaria e Turismo, com 10,1% de crescimento. Em seguida aparecem Saúde, Beleza e Bem-Estar (9,4%), Casa e Construção (8,6%), Entretenimento e Lazer (7%) e Comunicação, Informática e Eletrônicos (6,6%).


Rio de Janeiro conta com 11,3% das redes franqueadoras do País


Vitrine brasileira para o mundo e porta de entrada do turismo no País, o Rio de Janeiro é o segundo maior mercado do franchising nacional – perde apenas para São Paulo. De acordo com o mais recente balanço da ABF, o mercado no estado cresceu 2,1% no primeiro semestre de 2017, faturando cerca de R$ 7,8 bilhões, o que representa 10,5% da receita nacional no período (R$ 74,428 bilhões).


Em número de redes, houve um crescimento de 20% entre janeiro e junho deste ano, atingindo o patamar de 631 marcas. Em relação a pontos de venda, no período, a expansão foi de 9%, com 9.554 unidades em operação. Os segmentos que concentram a maior parte das unidades franqueadas no estado são Alimentação (32%), Saúde, Beleza e Bem-Estar (18%) e Moda (15%). Em 2016, o Rio de Janeiro respondeu por 11,3% das redes franqueadoras do País e por 11,1% das unidades.


“Esses dados indicam que é possível perseverar mesmo frente à maior crise já vivida por nosso estado. Credito essa resiliência ao caráter colaborativo do franchising, à busca incessante por eficiência e à criatividade das redes”, diz a presidente da ABF Rio, Eliane Bernardino.


Para o diretor jurídico da ABF, Fernando Tardioli, o Rio de Janeiro tem uma importância enorme para o País em função do que representa no franchising e fora dele. “O sistema nasceu no estado e é caixa de ressonância em muitos pontos. A região ainda conta com grandes marcas, que são espelho de sucesso, inclusive na área de expansão”.


O que também demonstra o poder do sistema na região fluminense é a Expo Franchising ABF Rio. Realizada há 11 anos, a feira tem proporção e visibilidade nacionais, sendo a grande vitrine no segundo semestre para marcas de todo o País que apostam nas franquias. Ela é montada no formato de salão de negócios, o que permite uma melhor visualização do que é oferecido.


Este ano, entre as atrações estão o Fórum de Franchising, que aborda informações fundamentais sobre o segmento e é ministrado por importantes nomes do setor, e a área dedicada às microfranquias (negócios com valores de até R$ 90 mil). As novidades ficam por conta das Estações, espaços que terão atividades paralelas, mas complementares à feira.


A primeira delas, batizada de Estação Sucesso, terá curadoria da Universidade Veiga de Almeida, que lançará, em parceria com a ABF Rio, o primeiro curso superior de franchising da América Latina. No local, serão oferecidas aulas de capacitação e os interessados poderão se inscrever para a primeira turma. Já a Estação Motivação, promovida pela Fagga | GL events Exhibitions, terá palestras sobre microfranquias, marketing e empreendedorismo com os próprios expositores, inspirando e tirando dúvidas dos visitantes.


“Neste momento tão crítico, acreditamos que a Expo Franchising ABF Rio tem um impacto positivo e imediato na percepção de que a economia está viva, que existem negócios sendo gerados e produtos novos para o empreendedor”, indica a secretária de Desenvolvimento, Emprego e Inovação da prefeitura do Rio de Janeiro, Clarissa Garotinho. E ela acrescenta: “A feira auxilia investidores com diferentes graus de experiência na escolha do segmento que devem empreender para que não entrem em um negócio de forma amadora e acabem fechando o estabelecimento algum tempo depois, além de trazer novidades importantes para os participantes e a cidade”.


De acordo com a subsecretária estadual de Comércio e Serviços do Governo do Rio de Janeiro, Dulce Ângela Procópio, o evento também é importante porque promove o turismo na cidade e no estado. “O visitante de negócio nos interessa muitíssimo, pois agrega valor. Outro ponto que ressalto é a promoção de novidades para o setor, o que traz oxigenação para as redes, até mesmo para as grandes”.


DEPOIMENTOS


Fonte de conteúdo


“Mais do que somente uma oportunidade de encontro direto entre franqueadores e potenciais franqueados, a Expo Franchising ABF Rio funciona como preciosa fonte de conteúdo para todos aqueles que querem aprofundar seus conhecimentos sobre franchising. Por uma ampla programação de palestras técnicas especializadas, proferidas pelos principais expoentes do sistema, o interessado em abrir uma franquia receberá informações e orientação sobre como escolher a mais adequada ao seu perfil, os aspectos jurídicos envolvidos na relação, as fontes de financiamento disponíveis e muito mais. Também para empresários que buscam alternativas para ampliar seus mercados, a participação na feira pode ser uma ótima maneira de melhor compreender o alcance do moderno ferramental do franchising na expansão intensiva, porém controlada, de seus negócios”


Alain Guetta, presidente da Guetta Franchising


Aumento da demanda


“O franchising no País tem conseguido driblar a crise e fomentar a economia. O crescimento de 8,3% na receita do ano passado, em relação a 2015, é uma constatação disso. A melhora na confiança do empresariado e do consumidor contribuiu para o desempenho positivo do setor. Além da expansão das redes de franquia para o interior do estado, é possível perceber um aumento na demanda por formatação. Quanto à Expo Franchising ABF Rio, ela é o melhor caminho para difundir o franchising, mostrar nichos, marcas e o suporte oferecido pela Associação”.


David Nigri, conselheiro fiscal da ABF Rio


Pilares alicerçados


“Os pilares do franchising estão alicerçados em confiança, parceria e trabalho em equipe. Nesse momento de turbulência política e econômica que estamos vivendo, o setor tem demonstrado resiliência e os números apontam para isso: crescimento de 8% no primeiro semestre de 2017 em comparação com o mesmo período do ano passado. Se nossos pilares estão bem alicerçados, não há crise que nos derrube”.


Flavio Maia, diretor-adjunto de Planejamento e Marketing da ABF Rio


Viável e seguro


“Criar um negócio próprio ou expandi-lo podem ser opções arriscadas em tempos de recessão econômica. O sistema de franquias apresenta-se como uma oportunidade viável e segura para o empresariado, pois o investimento é feito em cima de um negócio que já deu certo, diminuindo os riscos do franqueado e proporcionando opções de crescimento mais seguras e confiáveis. A Expo Franchising ABF Rio é uma excelente oportunidade para compreender melhor o sistema, bem como os seus aspectos jurídicos, sendo considerado um centro de excelência carioca de celebração de duradouras parcerias”.


Gabriel Di Blasi, diretor jurídico da ABF Rio


Ampliar horizontes


“A Expo Franchising ABF Rio proporciona ampliar os horizontes para quem deseja empreender, mas tem dificuldades para reunir informações das redes. O ambiente da feira é uma janela para a pesquisa prévia do futuro empreendedor. É a oportunidade do conhecimento das estruturas de cada franqueador, do modelo de negócio, do capital para investimento e dos formatos testados e vencedores de cada expositor. O empreendedor verá o que existe de melhor no franchising, tamanho do mercado potencial para o negócio, tecnologias para fluxo de consumidores, prospecção e conversão de vendas, análise de viabilidade financeira associada com análise do ponto físico da unidade franqueada pretendida. Há muita tecnologia testada como fator de sucesso nas franqueadoras. E a cidade do Rio de Janeiro é um portal para o Brasil e o mundo, portanto, para franqueadoras e futuros associados, a participação no evento é garantia de sucesso”.


Guilherme Gigliardi, diretor-adjunto de Relacionamento & Expansão da ABF Rio


Linhas de financiamento


“Apostamos no setor de franquias, pois acreditamos ser esse um dos segmentos que fortalece e dinamiza a economia do nosso Estado, e a Expo Franchising Rio ABF é uma ótima oportunidade para as empresas franqueadoras e franqueadas do Rio de Janeiro alavancarem seus negócios. Nós, da AgeRio, estamos à disposição dos empresários que queiram investir em seus empreendimentos, com linhas de financiamento e orientação de crédito customizadas”.


Helia Azevedo, presidente da AgeRio


Acreditar no futuro


“Apesar de todas as incertezas macroeconômicas e das graves dificuldades financeiras do Estado do Rio de Janeiro, é com muita vontade institucional de manter acesa a chama do franchising e do empreendedorismo que a ABF Rio oferece a todos os futuros empreendedores um pacote de oportunidades e informações com a edição 2017 da Expo Franchising Rio. Com certeza esse momento único mostrará que a economia real está viva e se antecipando a novos momentos que virão para o País. Durante três dias, esse tema estará em evidência e atraindo a atenção dos que querem um dia ser donos de seus próprios negócios, e com menores riscos de insucesso. Expositores e visitantes estarão dando provas de acreditar no futuro, de se arriscar e chegar na frente”.


José Schwartz, diretor da Schwartz Consultores e Conselheiro Fiscal da ABF Rio


Momento de retomada


“A Expo Franchising ABF Rio é uma excelente oportunidade de conhecer em um único local um leque de opções de marcas. O franchising tem sido a grande saída para o difícil momento econômico que estamos vivendo. Além de opções de investimento, a feira oferece conhecimento com as palestras no Fórum de Franchising. Essa qualificação é muito importante nesse momento de instabilidade econômica, pois exige uma conduta pró-ativa. É um diferencial. O momento é também de retomada, e a Expo Franchising ABF Rio 2017 é o local certo para quem quer ver e ser visto nesse meio”.


Lauri Werner, diretor de Cursos e Eventos da ABF Rio


Celeiro de aprendizado


“O franchising no Rio de Janeiro movimentou no primeiro semestre cerca de R$ 7 bilhões em faturamento. Apesar da difícil conjuntura econômica, os empresários das redes cariocas demonstram seriedade e preparo para crescer e gerar bons negócios. A Expo Franchising ABF Rio reúne excelentes marcas. A feira é um celeiro de oportunidades e de aprendizado para quem quer começar 2018 com um negócio próprio. Quem opta por abrir uma franquia tem as ferramentas para enfrentar os desafios do mercado e ter sucesso”.


Luiz Felipe Costa, diretor vice-presidente da ABF Rio


Crescimento à toda prova


“O franchising no Rio de Janeiro é um luxo só, e não sei o que aumenta mais, se são novas marcas querendo crescer, aderindo ao sistema, ou se são novas unidades franqueadas surgindo a partir das marcas franqueadoras pré-existentes. Tudo isso acontecendo a despeito da inédita e tremenda recessão que assola nosso País, com a qual o sistema de franquia empresarial nacional e carioca parece não se importar muito. Embora tenha crescido menos que o verificado tradicionalmente, ainda assim o franchising cresceu nacionalmente e crescerá muito mais, inclusive no Rio de Janeiro. A prova é que a Expo Franchising ABF Rio já estava com todos os seus espaços vendidos faltando um mês para a sua realização”.


Luiz Felizardo Barroso, presidente do Conselho Fiscal da ABF Rio


Rio de oportunidades


“O Rio de Janeiro não é só a capital cultural do Brasil. É mais do que isso: é um rio de oportunidades, e a Expo Franchising ABF Rio é o local ideal para conhecer as novidades do franchising carioca e do Brasil. No evento é possível encontrar a franquia dos sonhos e que cabe no bolso. A ABF Rio, que há 11 anos promove o evento com muito sucesso, tem um imenso prazer em receber a todos”.


Margarete Prata, diretora administrativa e financeira da ABF Rio


Expansão de renda


“O franchising contribui plenamente para os investidores que querem empreender em marcas já consolidadas e expandir a sua renda através das franquias. A Expo Franchising ABF Rio é um verdadeiro salão de negócios das redes que passaram no crivo associativo da ABF e têm dentre os seus principais objetivos apresentar e sanar as dúvidas pertinentes do franchising aos futuros empreendedores para que possam fazer a melhor escolha”.


Sandro Fontes, diretor-adjunto de Cursos & Eventos da ABF Rio


Matéria publicada na seção Panorama do Guia Oficial da Expo Franchising ABF Rio 2017 (página 26)

Leia também

» Franquia de alimentação Akasa do Açaí custa menos de R$ 100... » Franquia Paper Pão custa menos de R$ 5 mil » Estreante na feira da ABF, empresa se destaca com “simulador 9D”
Informações & Vendas:
+55 21 3094-5662
expofranchising@fagga.com.br
COMPRE SEU INGRESSO
COMO CHEGAR
VIAGEM + HOSPEDAGEM
Endereço:
Rua Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro, RJ
Horário do Evento:
13h às 21h.